O Pix no e-commerce: 6 benefícios para as lojas virtuais

pix no ecommerce

Atualmente, o Pix no e-commerce já é um dos principais métodos de pagamento, presente em mais de 90% das lojas virtuais. Bem como já ultrapassou a marca de R$ 1,4 trilhões em movimentações!

O varejo digital é um dos principais na adoção dos pagamentos instantâneos, por todas as vantagens que você verá neste artigo. Também é um método que as lojas precisam aceitar, uma vez que o Pix já se tornou o segundo meio de pagamento preferido dos consumidores.

Vale ressaltar o impacto do Pix na sociedade. Por sua facilidade de uso e gratuidade para pessoas físicas, os pagamentos instantâneos estão promovendo um profundo avanço para a inclusão digital e financeira.

Uma grande parcela da população brasileira não tem acesso a cartões de crédito, tampouco a uma conta bancária tradicional! Agora, com o Pix, diversas fintechs estão levando a inclusão financeira para essa população.

Isso é muito positivo para o e-commerce, uma vez que os 34 milhões de desbancarizados podem, finalmente, realizar compras com mais facilidade pela internet. Ou seja, são dezenas de milhões de novos potenciais clientes!

6 benefícios do Pix no e-commerce

benefícios do PIX no ecommerce

1. Redução de custos

O Pix no e-commerce reduz o número de agentes envolvidos. Nesse sistema, pagador e vendedor são integrados diretamente pelo Banco Central, em vez de vários intermediários como acontece nos cartões de crédito e débito.

Com menos complexidade e intermediários, os custos operacionais são reduzidos drasticamente. Além disso, o uso do Pix pelos consumidores pessoa física é totalmente gratuito.

2. Maiores taxas de conversão

Cerca de 50% dos boletos não são pagos, segundo a ABComm. Isso pode acontecer por vários motivos, como a chatice de ter que ir em uma agência, lotérica ou escanear/digitar o código de barras. Além disso, os boletos só podem ser pagos em horário comercial e em dias úteis, podendo levar até 3 dias úteis para ser compensado

Ao passo que no Pix, o cliente finaliza a compra em poucos minutos diretamente do celular, a qualquer hora e dia, com confirmação imediata.

3. Disponibilidade

Falando em demora, o Pix no e-commerce vem crescendo tão rápido por disponibilizar os recursos com muito mais rapidez. Enquanto boletos levam dias para cair na conta e cartões podem levar mais de um mês, através do novo sistema lojistas recebem pela venda na mesma hora.

4. Seguro

O Pix no e-commerce segue rigorosamente todas as diretrizes pelo próprio Banco Central, afinal, a autarquia que fornece e mantém a infraestrutura. Com isso, as informações são protegidas por criptografia de ponta e autenticação para evitar fraudes e prejuízos.

Ao passo que a quantidade de informações compartilhadas entre vendedor e comprador são mínimas. Isso faz com que o consumidor se sinta mais seguro e o vendedor tenha menos responsabilidade e complexidade.

5. Checkout ágil

O processo de finalizar o carrinho no e-commerce é crucial para o sucesso. Um processo confuso, longo e complexo podem impedir o crescimento da loja.

Pagamentos por boleto são chatos, apesar de simples. Enquanto cartões demandam o compartilhamento de dados pessoais e financeiros, o que deixa muitas pessoas receosas de comprar online.

O Pix no e-commerce acaba com isso: com um QR Code ou chave Copia e Cola, a pessoa faz o pagamento dentro do seu app do banco com rapidez e segurança, com seus dados protegidos e confirmação imediata.

6. Competitividade

Enfim, a consequência de todas essas vantagens mencionadas acima culmina em maior competitividade. O varejo digital já é bastante competitivo, de modo que qualquer tecnologia que aprimore as taxas de conversões e custos é sempre bem-vinda.

Com baixo custo, alta disponibilidade e checkout rápido, há mais chances de pequenos negócios florescerem, enquanto os mais estabelecidos aumentem sua participação e margens.

Como funciona a implementação do Pix no e-commerce

Primeiramente, para implementar o Pix no e-commerce é necessário estudar as opções de mercado para encontrar as melhores taxas e serviços bancários para a loja. Tendo uma conta para receber os pagamentos via Pix, chega o momento da integração.

O próprio Banco Central disponibiliza uma API para integração do sistema de pagamentos instantâneos com os softwares da sua loja. Por isso, ao escolher a plataforma de pagamentos, é preciso verificar se ela disponibiliza o Pix como método de pagamento.

A escolha da plataforma para a loja virtual é crucial, uma vez que há diversas funcionalidades e custos a serem observados. Por outro lado, é possível integrar os pagamentos instantâneos com o software de gestão através de Webhooks, para automatizar o processo de confirmação de pagamento e o pedido para as próximas etapas de expedição.

implementação do pix no ecommerce

Pix em lojas virtuais: conciliação, split de pagamentos e estornos

O uso do Pix no e-commerce gera bastante dúvidas quanto a conciliação, split de pagamento e estornos. Contudo, o arranjo possui métodos para lidar com essas situações:

  • Conciliação: os recursos são disponibilizados de forma instantânea;
  • Split de pagamento: não há mudanças no split, uma vez que os valores são repassados seguindo as mesmas regras, mas plataforma usada precisa oferecer o Pix como método para os clientes;

Estorno: é possível fazer a devolução integral ou parcial para a conta que originou o pagamento, tendo um prazo limite para devolução de 90 dias após a data de conciliação.

Pix Cobrança: como essa função pode ser usada no e-commerce

O Pix Cobrança é a tecnologia que permite realizar cobranças pelo Pix no e-commerce através das chaves e QR Code, conforme apresentado no tópico sobre integração.

Assim, no momento de pagar, a loja pode apresentar um QR Code ou chave que o cliente possa fazer a transação com facilidade. Contudo, há novidades que vai impulsionar ainda mais o sistema!

Recentemente o Banco Central anunciou o Pix Garantido. Com ele, será possível fazer compras parceladas via Pix. A função é igual a parcelar no cartão de crédito, uma vez que o lojista receberá o valor da venda independente se o comprador tem saldo suficiente no dia do vencimento da parcela, uma vez que o banco dele que se responsabiliza pelo pagamento nesses casos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *