Remoto pra quê?

Postei uma semana antes de começarem as motivações de fazer quarentena por causa do novo Coronavirus e fui até irônica com a frase:

“Agora todo mundo concorda que o remoto funciona.”

Infelizmente, precisamos de uma crise para adotar algo que já existe há muito tempo e tem suas vantagens, como por exemplo, não perder horas no trânsito, não precisar pegar uma condução super lotada, redução dos custos, maior produtividade, menos acidentes e poluição, entre outros benefícios. 

Entendo perfeitamente que como tudo no mundo, o trabalho remoto tem suas desvantagens também e que algumas profissões é impossível fazer Home office e estão passando por um período muito mais difícil do que as profissões que tem essa condição. 

Mas falando um pouco da minha área. Já ouvi / li várias vezes: “UX não tem como ser remoto”, “O UX precisa está perto do cliente”. Aqui, na FCamara, sempre tivemos essa cultura. Trabalho na filial que se situa na cidade de Santos e nossos clientes estão, em sua maioria, em São Paulo.

Claro que se falando sobre “descoberta (discovery)” e “pesquisa (research)”, normalmente fazemos uma imersão junto ao cliente e todo resto do processo de UX e UI continuamos executando na empresa aqui em Santos. 

Só que exatamente hoje, o projeto em que estou fazendo parte, está na fase de “descoberta” e “pesquisa”. E você me pergunta: e agora?

E eu te respondo: está funcionando até melhor que pessoalmente! Estamos agendando reuniões e elas estão sendo mais diretas no seu objetivo, sem distrações ou conversa paralela.

Sim, sempre fui aquela pessoa insistente que levanta a bandeira do Home Office o tempo todo e dissemina isso para todos. Mas sei que é um estilo de vida relativamente novo, principalmente por conta das atuais circunstâncias.

Então, gostaria de deixar algumas dicas para quem está com dificuldades:

  • Procure um lugar calmo na sua casa;
  • Converse com sua família para entender que você não está de férias e sim trabalhando;
  • Se sua casa ou seu vizinho fazem barulho, use um bom fone e coloque naquela música que te deixa mais produtivo;
  • Se não gostar de ouvir música enquanto trabalha, existem alguns protetores auriculares que podem ajudar a abafar o som;
  • Muitos dão a dica de tirar o pijama e trabalhar fora do quarto, eu já deixo isso a seu critério, faça do jeito que você sente mais produtivo e confortável.
  • Faça pequenas pausas, almoce com calma e tome cuidado para não acabar trabalhando 24/7. Trabalho é muito importante, mas temos outros pilares na vida como saúde, estudo, família, amigos e hobbies que devem ser equilibrados para você não se sobrecarregar.

Vários sites estão ajudando nesse momento em que precisamos estar em quarentena, como Google e Adobe que liberaram acesso de alguns produtos pagos.

Udemy liberou 40 cursos grátis, além das promoções de vários cursos que chegam a R$ 20. Para os UX, a Mergo está com os cursos que seriam presenciais, totalmente online e muitos eventos serão em formato live. Fique atento na comunidade!

O perfil do instagram @beofficeless sempre posta dicas ótimas para trabalho remoto. Além do perfil do Leandro Rezende, @uxunicornio que fez um post hoje sobre trabalho remoto, e ele é um UX excelente que trabalha há anos com vários clientes totalmente à distância.

Muitas plataformas estão online para nos ajudar no trabalho e também no nosso lazer nesse período de pandemia.

Por último, o trabalho remoto pode ser excelente para os funcionários e também para sua empresa. Não importa se você está perto ou longe, o User Experience é extremamente necessário para seu produto. 

Espero que isso comece a ser mais recorrente, e não só em épocas de crise.

Artigo desenvolvido por Carla Mendanha – UX/UI Designer do Grupo FCamara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *