Por que criamos a FCamara?

Olá, sou o Fábio Camara, CEO da FCamara e gostaria de contar um pouco da nossa história, nossas inspirações, nosso propósito e o que nos motiva com iniciativas empreendedoras.

 

Sempre fui muito interessado por filosofia, e seguindo os princípios evolutivos que me inspiram gosto deste: “Se sou, sei. Se sei, faço. Se faço, sei. Se sei, sou”.

 

Em 2007 fui me aventurar como professor de um curso rápido de extensão em uma famosa faculdade, no qual, o público alvo eram estudantes que já tinham conhecimento básico ou alguma interação com o mundo de desenvolvimento de software. Em uma das turmas, algo chamou minha atenção: um dos alunos era um porteiro e não tinha experiência alguma com tecnologia.

 

Preocupado com o investimento deste aluno e com o nivelamento da turma, procurei por ele, para de modo educado, conversar. Tentei alertá-lo de que por ele não ter nenhuma experiência anterior, o curso não seria adequado para ele, pois ele não conseguiria acompanhar a evolução dos outros alunos. Entretanto, ele me respondeu de forma bastante convincente de que aquilo era a oportunidade e o sonho da vida dele, e disse me que daria o seu máximo para transformar isso em realidade.

 

Surpreso com o comprometimento do aluno, combinamos para todos os dias ele chegar pelo menos uma hora antes da aula e me procurar. Aproveitamos este período para estudar os fundamentos básicos de programação necessários ao aproveitamento da aula.

 

Passados aproximadamente uns 10 meses deste episódio, eu estava tranquilo em uma praça de alimentação de um famoso shopping com minha família, quando ouvi alguém me chamar. Para minha surpresa, era o meu aluno ex-porteiro também com sua família. Quando me aproximei ele pronunciou esta frase para sua esposa e seus filhos: “Esse é o meu professor que me proporcionou mudar a nossa vida, se não fosse ele, nós não teríamos condições de estar almoçando aqui hoje.”

 

Além de obviamente me emocionar, a partir desse momento eu compreendi que não devia duvidar da capacidade de sucesso do ser humano, pois o aluno “porteiro” já estava trabalhando na área de tecnologia e tinha alcançado seu primeiro objetivo através de uma jornada árdua e condições nada favoráveis. Aprendi também que podia fazer a diferença na vida das pessoas através de algo que se chama “formação” e que esse era meu propósito real.

 

Após séria reflexão sobre esses novos aprendizados, tomei a decisão de empreender para conseguir transformar a vida de um número maior de pessoas. Minha missão era que através dessa formação especial de times da nossa empresa, eu conseguiria evoluir relações de sucesso e construiria histórias fantásticas com dois universos: os consultores e os clientes.

 

Enfim, continuarei na minha jornada com muita responsabilidade e torço muito que essa história provoque muitas pessoas que tenham vontade e determinação para também escrever histórias como essa. Que juntos sejamos um time!

3 comentários em “Por que criamos a FCamara?”

  1. Fábio, boa noite.

    Já conhecia a história da FCamara através da seção “A Empresa” em sua página oficial e pude observar o rápido crescimento orgânico, norteado pela visão institucional, que obtiveram desde a fundação em 2008.

    Contudo não conhecia tua história pessoal nem os motivos que te levaram a empreender.
    Como várias histórias de empreendimentos de sucesso, a sua também é incrível e revela uma sensibilidade e empatia impar com as pessoas.

    Isto posto, tenho uma critica pessoal a fazer e que acredito possa ajudar a quebrar alguns hábitos consolidados pela maioria das empresas de outsourcing e que pelo que percebi, vem acontecendo com a área de recrutamento e seleção de vocês.

    Desde 04/2015 até 03/2016, enviei 7 e-mails para algumas posições ofertadas na APINFO pela FCamara e que se alinhavam com meu perfil profissional. Alguns foram enviados para apinfo@fcamara.com.br, outros para recrutamento@fcamara.com.br e um para beatriz.mila@fcamara.com.br.
    Além destes e-mails também me apliquei em algumas vagas através do Linkedin.

    E contrariando o teu ideal de ” evoluir relações de sucesso” e “construir histórias fantásticas” com os consultores, os responsáveis pelos processos seletivos não tiveram a responsabilidade de enviar um feedback sobre estas oportunidades as quais me apliquei.

    Minha vontade e determinação em retornar ao mercado de trabalho, mesmo após este ano de recessão, continua firme e forte e com certeza me aplicarei a próxima oportunidade que eu identificar como sendo “a minha cara”, mas desta vez com a esperança de que este meu comentário consiga despertar a consciência dentro do RH da FCamara, de que a o ativo mais importante de qualquer empresa continua sendo a incrível capacidade das pessoas, sejam elas colaboradores efetivos ou candidatos em busca dos seus objetivos.

    Um grande abraço e sucesso!

    Marcelo Guimarães

    1. Marcelo,

      Obrigado por seu feedback e pelo interesse em somar ao nosso time.

      Sou Gestor do time de Recrutamento & Seleção da FCamara desde março de 2016, e um dos desafios que assumi ao vir para esse projeto, foi justamente transformar o relacionamento que temos com os nossos candidatos, e principalmente, ter como objetivo a atualização constante e transparente dos status de nossos processos para quem manifestou o interesse por ele.

      Vou utilizar sua colocação como uma ferramenta importante para colaborar nesse processo de evolução que estamos vivendo, e será um prazer recebê-lo novamente como interessado em somar aos nossos projetos.

      Um grande abraço,

      Tiago Castanho
      Líder de Recrutamento & Seleção

  2. Quando iniciei na década de 80 na área de tecnologia o acesso ao conhecimento era caro, restrito e poucos se dispunham a compartilhar abertamente os “segredos”, com um certo medo de serem suplantados e perder dinheiro. Não havia Internet com Google, YouTube e Wikipedia, nem software open source ou campus party para se buscar e trocar informações. Aprender era um ato de quebrar barreiras, ser curioso, autodidata e ter muita disposição superar obstáculos.

    E disposto a quebrar paradigmas, quando fundei a minha primeira empresa – uma software-house, decidi fazer de tudo para facilitar o acesso ao conhecimento e dar oportunidade para gente iniciante. E fui muito feliz nessa experiência. Na época conseguimos nos estabelecer como uma empresa de sistemas inovadores e muitos do que por lá passaram hoje são profissionais muito bem sucedidos.

    Desta forma ao ler este depoimento, lhe digo que me identifico com esse seu propósito e lhe parabenizo por mantê-lo como princípio e fundamento do seu negócio.

    Conhecendo um pouco da tua trajetória sei que mais do que formar tecnicamente, há também de sua parte uma preocupação com o lado das habilidades pessoais, com o desenvolvimento pessoal e o estabelecimento de competências múltiplas. E isso explica o nível da equipe da empresa e dos resultados positivos obtidos. Afinal, nada é obra do acaso.

    Meus sinceros votos de ainda mais sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *