Open Insurance: prepare sua seguradora para a Inovação Aberta

Open Insurance: prepare sua seguradora para a Inovação Aberta

Sem dúvida alguma, o Open Insurance é um dos temas mais quentes do mercado segurador.

O tradicional mercado de seguros vive um momento de grandes mudanças, impulsionado essencialmente pela disponibilidade de novas tecnologias.

O Open Insurance já é realidade e tem o objetivo de simplificar e agilizar um mercado bastante complexo – da mesma forma que era o sistema bancário há alguns anos e, hoje, já vemos soluções como o PIX revolucionarem os pagamentos. Nessa caminhada, ou as empresas ficam paradas ou resolvem andar e acompanhar a inovação.

Assim como no Open Banking, o compartilhamento de dados no Open Insurance é feito por meio de APIs abertas. Eles atuam como uma “ponte”, composta por instruções e padrões de comunicação, e gerenciam a comunicação entre as diferentes empresas de forma padronizada e ordenada. Portanto, uma API de seguro aberta precisa ser:

  • Simples; 
  • Segura; 
  • Padronizada; 
  • Escalável. 

Na estrutura do Open Insurance, os produtos, serviços, informações e recursos da seguradora ficam disponíveis para consumo por qualquer outra e vice-versa. É exatamente porque a API está aberta que isso é possível.

Além disso, a tecnologia das APIs abre portas para uma série de inovações, desenvolvimento de novos negócios, aplicativos e soluções.

No Brasil, o Banco central, que é o órgão regulador do Open Banking e a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados), que é o regulador do Open Insurance, estão atuando em sinergia para estipular as regras de segurança e operação dessas APIs. Isso porque, é necessário garantir que os desenvolvedores tenham acesso às regras de desenvolvimento, assim como aos padrões da gestão de consentimento, como está sendo realizado no Open Banking. 

Essa semelhança entre essas duas iniciativas se deve ao objetivo comum de criar um único ecossistema integrado. Afinal, as informações bancárias e de seguros costumam estar inter-relacionadas, o que pode aumentar ainda mais os benefícios oferecidos aos clientes.

“Garantir que o mercado de seguros tenha o espaço e o ambiente certos para ajudar a concretizar esse conceito e capacitar os consumidores é de suma importância. Como reguladora do setor, a SUSEP sempre teve o compromisso de fornecer aos consumidores benefícios incontestáveis. Ampliando ainda mais sua penetração, cobertura e transparência para todo o mercado”, explica Eduardo a Fraga, diretor da SUSEP.

Por fim, prepare-se para um mar de oportunidades, afinal, as APIs são e serão as interfaces padrão de comunicação de toda essa onda de inovação que está por vir.

O ditado popular é sábio quando diz que “passarinho que acorda cedo bebe água limpa”. Quando o assunto é inovação, não há espaço para a hesitação. A recomendação é agir rápido: é melhor errar, aprender e consertar rapidamente do que ficar esperando por um momento que, quando aparecer, pode ser tarde demais.

Você e sua empresa estão preparados para a era Open Insurance? Não há tempo a perder! Que tal conversar com os nossos experts em mercado segurador para pensarmos juntos em soluções? Entre em contato.



Leia também o conteúdo: Open Insurance: tudo o que você precisa saber e como ele funciona

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *