Marketplace: por que é vantajoso para o varejo na Black Friday 2022?

O marketplace, atualmente, é um facilitador para os varejistas. Isso porque é uma das formas mais eficientes e rápidas de vender online. Assim como é ideal para ampliar o portfólio, o volume de clientes e a receita da empresa.

Diante do atual contexto econômico, o varejo está vivendo tempos desafiadores. Apesar disso, o momento certo de buscar eficiência operacional para reduzir custos e gerar crescimento em receita com baixo investimento é agora. 

Nesse sentido, o marketplace é um excelente caminho para os varejistas. Tanto para os que querem se manter competitivos quanto para quem deseja aproveitar as oportunidades da principal data do varejo: a Black Friday. 

Além de ajudar a incrementar as vendas nesse período, o marketplace pode melhorar a experiência dos clientes. E, como resultado, aumentar as conversões e a fidelização.

Por isso, transformar um e-commerce em um marketplace resulta em diversas vantagens. Assista ao novo episódio da série “Esquenta Black Friday FCamara” e entenda melhor sobre o assunto.

4 benefícios que o marketplace proporciona para o varejo

Desde que a pandemia surgiu, o marketplace se consolidou como o motor do e-commerce. Sendo assim, ganhou mais força na Black Friday e fortaleceu o varejo digital.

Na Black Friday de 2021, por exemplo, as vendas em marketplaces cresceram 30% em relação a 2020. De acordo com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo, 99 das 300 maiores varejistas do Brasil têm marketplaces ou atuam em plataformas de terceiros.

Portanto, os marketplaces podem impulsionar os negócios durante a Black Friday e trazer inúmeros benefícios para o varejo. A seguir, confira os principais!

#1 Ampliar a visibilidade da marca e expandir o alcance digital

Primeiramente, o marketplace possibilita aumentar a visibilidade da marca. Afinal, quanto mais visitas o site tiver, maior será o público que o marketplace irá atingir. 

Além disso, essa visibilidade intensifica a confiança dos clientes em comprar os produtos. Isso porque eles estarão expostos em uma vitrine consolidada. Dessa forma, a empresa consegue expandir o alcance digital. Assim, torna-se possível diminuir os custos com marketing e divulgação. 

#2 Aumentar o sortimento de ofertas

Com vários parceiros cadastrados para vender no marketplace e maior sortimento de ofertas, mais compradores são atraídos para o site. Do mesmo modo, os consumidores passam a ter maior engajamento e frequência de compra.

Logo, é ativado o que chamamos de ciclo virtuoso do marketplace. Em outras palavras, quanto mais lojas estão vendendo no marketplace, mais vendas são geradas. Como resultado, maior é a possibilidade do cliente comprar mais. 

E, se você deixa seu consumidor mais satisfeito, a fidelização é maior. Ou seja, ele compra novamente. Portanto, o ecossistema fica cada vez mais rico.

#3 Oferecer uma solução omnichannel

Outra vantagem é oferecer uma solução omnichannel aos clientes. Essa solução une diferentes canais de comunicação para oferecer a mesma experiência de compra aos consumidores. Seja qual for o meio: online ou offline. 

Ou seja, o omnichannel unifica as lojas físicas e virtuais. Por isso, ao adotar uma abordagem omnichannel, o varejista disponibiliza multicanais de comunicação e vendas aos clientes. Assim, os compradores podem decidir onde, quando e como comprar. 

#4 Ter uma gestão centralizada no marketplace

Através de um seller center que tenha gestão centralizada, como o da OmniK, é possível ter uma visão estratégica de toda a operação. Dessa forma, os processos são otimizados e organizados.

Do mesmo modo, é possível ter acesso a dados e mapear os perfis dos clientes para traçar estratégias mais assertivas. Assim, fica mais fácil oferecer produtos e serviços personalizados.

Em suma, desenvolver um marketplace pode ser essencial para o varejista que almeja se manter relevante no mercado, expandir seu negócio e obter bons resultados na Black Friday. 

Inclusive, ainda dá tempo de criar um marketplace para a ocasião.  A OmniK, empresa do Grupo FCamara, tem expertise em transformar e-commerces em marketplaces escaláveis em até 30 dias. Para saber mais sobre a solução, clique aqui.

Leia também:

Black Friday 2022: dicas para preparar o e-commerce para a data

Alto tráfego na Black Friday 2022: como organizar o e-commerce

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.