Indústria: é hora de se reinventar!

Industria é hora de reinventar

Observamos com alguma frequência, marcas criando suas próprias lojas virtuais para aumentar seu alcance e assim atender diretamente o consumidor final. Nesse contexto, algumas indústrias ascenderam um sinal positivo de alerta, pois perceberam que existem novas possibilidades para aproveitar o potencial e o posicionamento da marca, bem como, os diferenciais dos produtos para estimular vendas e fidelizar clientes.

Mas essa iniciativa sempre esbarra no dilema da concorrência direta com sua cadeia de distribuição e também na dificuldade de operação do modelo, visto que, não faz parte da cultura da indústria a complexidade logística e o volume de atendimento quando falamos de consumidor final.

Para resolver a questão da concorrência, as marcas que já se arriscaram na venda online direta, geralmente estabelecem uma política de preço pouco agressiva e limitam suas iniciativas com linhas de produtos diferenciadas. É uma forma de remediar o conflito com sua cadeia de valor, mas que não o resolve.

Na parte de operação, muitas delas contam com ajuda de empresas especializadas, denominadas de “full commerce”. Essas empresas possuem estrutura/parceiros para controlar e gerir uma operação completa de venda online, passando pelas ações de marketing, comercial, logística, fiscal e atendimento. Mas toda essa estrutura não é algo barato, o que acaba desencorajando ou inviabilizando a iniciativa.

Com base nessa realidade e considerando a grande mudança no comportamento de consumo que a crise atual está provocando, se faz necessário que as indústrias inovem seus modelos de atuação. 

Podemos citar três conceitos importantes para esse caminho de reinvenção:

  • Distribuidor digital: através de modelos digitais que viabilizem essa ação, aumentar o alcance e a capilaridade das vendas para seus clientes (lojistas)
  • Conceito “Last Mile”: consumidor final atendido pelo comerciante que está mais próximo, gerando aumento de comodidade, velocidade e satisfação
  • Romper Fronteiras: aumentar o alcance onde sua atual cadeia de distribuição não consegue chegar, ou seja, vender seus produtos através do online, para consumidores que não tenham acesso aos mesmos produtos em lojas físicas de sua região

Falaremos mais sobre cada conceito acima em nossos próximos posts. Mas é certo que a chave do sucesso para a iniciativa digital da indústria é a união na aplicação desses conceitos, que eliminará os problemas de concorrência e limitação de oferta e ainda reforçará os pontos fortes de cada elemento da cadeia varejista.

Imagine ter uma loja virtual onde: seu consumidor final poderá ser atendido pelo comerciante mais próximo, suportado pelos distribuidores regionais, e caso não tenha um comerciante que atenda a região do consumidor, você atenderia de forma direta. Isso é possível e acessível.

Se você perdeu o último artigo clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *