Categorias me nu
X

categorias

X
Gustavo Pisani

Gustavo Pisani

Atuando no mercado de soluções digitais a mais de 9 anos, tive o prazer de fazer parte de diversificados tipos de projetos, tanto em questões de tecnologias quanto a segmentos de mercado e negócio. Desde o meu ingresso na FCamara tive a oportunidade transitar da área técnica a área de negócios, na qual me encontro hoje.

Home / Categorias / E-commerce

IoT no Varejo: Aplicações, Desafios, e Soluções

por Gustavo Pisani | 11 de abril de 2019 | E-commerce IoT no Varejo: Aplicações, Desafios, e Soluções

A IoT está mudando vários aspectos do setor de varejo — da experiência do cliente ao gerenciamento da cadeia de suprimentos. Com essas transformações surgem novos desafios.


Internet of Things (IoT), no seu entendimento mais básico, é uma rede de dispositivos de conexão incorporados com sensores. Ele permite que esses dispositivos se comuniquem, analisem e compartilhem dados sobre o mundo físico circundante por meio de plataformas de software baseadas em nuvem e outras redes.

O setor teve uma reformulação completa na última década, impulsionada por tecnologias como Aprendizado de Máquina, Inteligência Artificial e IoT. Este último já foi aplicado por mais de 50% dos principais varejistas em todo o mundo. Continua em uma tendência ascendente. Os aplicativos de IoT de varejo estão em muitas áreas da indústria, incluindo sensores industriais para fabricação, dispositivos de análise na loja, sistemas de conectividade que mesclam as esferas on-line e off-line do envolvimento do cliente.

A Sparklabs previu “um crescimento exponencial no espaço da IoT — de 2,5 bilhões de dispositivos em 2017 para 5,4 bilhões em 2020”. Seja qual for o resultado, a IoT tornará o varejo sempre diferente.

Os benefícios do IoT

Os varejistas com visão de futuro já estão colhendo os frutos da aplicação dos aplicativos IoT com sucesso. Aqui estão algumas vantagens que o setor varejista ganha com aplicativos IoT:

1. Gerenciamento Aprimorado da Cadeia de Suprimentos

As soluções de IoT, como etiquetas RFID e sensores de GPS, podem ser usadas pelos varejistas para obter uma visão abrangente sobre o movimento de mercadorias desde a fabricação até a colocação em uma loja e até quando um cliente a compra. As informações coletadas — como o tempo gasto no transporte ou a temperatura na qual o produto estava sendo armazenado etc. — podem ser analisadas em tempo real. Esses dados mostram-se úteis, especialmente durante o transporte de produtos perecíveis, onde a temperatura de armazenamento é crucial. Segundo alguns especialistas, cerca de três quartos dos varejistas planejam modernizar seu gerenciamento da cadeia de suprimentos com soluções de IoT

2. Melhor Atendimento ao Cliente

A IoT também ajuda os varejistas de lojas físicas, gerando insights sobre os dados dos clientes e abrindo oportunidades para alavancar esses dados. Por exemplo, aplicativos IoT de varejistas podem sintetizar dados de câmeras de vigilância por vídeo, dispositivos móveis e sites de mídia social, permitindo que os comerciantes possam prever melhor o comportamento do cliente.

8 em 10 lojas de varejo admitiram que a IoT melhorou a experiência geral do cliente. Aproximadamente o mesmo número afirmou que aumentou a eficiência dos negócios.

3. Gestão Inteligente de Inventário

Gerenciamento de estoque pode ser uma dor de cabeça. A falta de rastreamento preciso do inventário pode levar a rupturas de estoque e excesso de estoque, custando aos varejistas em todo o mundo bilhões anualmente. A IoT pode resolver esses problemas automatizando a visibilidade do inventário. Ao aplicar soluções de gerenciamento de inventário inteligente com base em sensores de prateleira de loja, etiquetas RFID, beacons, monitoramento de vídeo e etiquetas de preços digitais, as empresas de varejo podem aprimorar o planejamento de aquisições. Quando o estoque do produto é baixo, o sistema oferece a reordenação do valor adequado com base nas análises adquiridas dos dados da IoT.

4. Checkout Automatizado

Check-out é uma das operações mais trabalhosas e muitas vezes não detestado pelos clientes. Quando as linhas de pagamento são muito longas, muitas pessoas saem sem comprar nada, resultando em lucros perdidos. Para impedir que os clientes saiam sem compras, os varejistas podem usar soluções de IoT para automatizar sistemas de ponto de venda (PoS). O PoS automatizado pode ler tags em cada produto quando o cliente sai da loja e o cobra automaticamente de um aplicativo de pagamento móvel.

Aplicativos de IoT no varejo Bem Sucedidos

1. Mapa de Calor

Em uma pequena loja, o tráfego no shopping pode ser examinado em vários varejistas, para que toda a jornada de compras seja entendida. Em uma loja inteligente, você pode usar o monitoramento de mapa de calor baseado em vídeo para ver se os clientes residem em uma área de produto mais do que outros. Em seguida, em tempo real, você pode direcionar um associado para ajudar o cliente ou examinar as informações posteriormente, a fim de ajustar os layouts de loja para visitas de clientes mais eficientes. Além disso, observando o tráfego da loja e a demanda do cliente em tempo real, você pode personalizar a experiência de compra existente na loja.

2. Manutenção de Equipamentos Preditivos

A manutenção preditiva de equipamentos é usada para o gerenciamento de energia, estimando falhas de equipamentos e prevenindo outros problemas antes que eles ocorram. Por exemplo, todas as mercearias abrigam muitos equipamentos complexos, como unidades de refrigeração e sistemas HVAC. Quando essas unidades são equipadas com sensores, é possível prever problemas de manutenção que possam afetar o consumo de energia para economia ou até monitorar as flutuações de temperatura para garantir a segurança dos alimentos.

3. Alerta de Demanda para Armazéns

O atendimento a alerta de demandas para armazéns é sobre automação de armazém impulsionado pela demanda de compras na loja e on-line. IoT permite monitorar vendas e oportunidades em tempo real. Até permite rastrear as vendas perdidas na loja. É necessário observar que a RFID é uma parte bem testada da IoT que pode ser usada para uma otimização mais precisa do nível de serviço e para o gerenciamento de inventário. Com o poder da tecnologia, o armazém do futuro será um espaço aberto no qual os paletes automatizados se auto-organizarão dependendo da demanda em tempo real.

4. Smart Fulfillment

No varejo, a movimentação de mercadorias com mais eficiência é um objetivo importante a ser alcançado. A IoT pode desempenhar um papel crucial na manutenção do transporte, rastreamento e otimização de rotas. É claro que muitos varejistas têm usado o GPS para rastrear e rotear o transporte de mercadorias por anos, mas com a IoT, podemos entender com muito mais exatidão o quanto uma paleta de mercadorias é entregue à loja.

Desafios e Soluções para aplicativos de IoT no Varejo

Infraestrutura

A maioria dos varejistas não tem a infraestrutura e os componentes de rede que os grandes volumes de dados da IoT exigem. Para que os comerciantes digitalizem suas lojas de varejo, eles precisariam ter uma rede robusta, soluções em nuvem e soluções de usuário final, como scanners de código de barras, tablets e mPOS. Todas essas coisas exigiriam investimentos consideráveis.

A solução aqui é que não há necessidade de investir demais na infraestrutura de uma só vez quando se trata de implementar uma nova tecnologia. Você pode começar com pequenas alterações de infraestrutura, por exemplo, usando IoT para gerenciar AC ou a iluminação, o que trará um ROI mais imediato. Você pode gradualmente ficar mais sofisticado com suas soluções de IoT.

Segurança

Muitos varejistas desconfiam dos problemas de segurança e privacidade associados à IoT. Estas preocupações foram ampliadas pela introdução do GDPR (Regulamento Geral de Proteção de Dados). O acesso aos dados do cliente oferece várias oportunidades aos varejistas, mas, ao mesmo tempo, abre as portas para ameaças de ataques cibernéticos e complicações legais.

Os varejistas devem trabalhar de perto com desenvolvedores de software IoT para garantir que os dispositivos e sensores que eles usam sejam projetados com fortes mecanismos de segurança, incluindo informações básicas como senhas seguras, além de uma infraestrutura de segurança mais avançada, como criptografia end-to-end, software comum. Atualizações e uma infraestrutura de TI que procura ativamente por bugs e vulnerabilidades.

Gestão dos Dados

Realizar a análise de dados da IoT de maneira oportuna e relevante representa um enorme desafio para as empresas de varejo, devido à falta de qualificações e conhecimentos relevantes. Não há habilidade técnica e analítica suficiente para obter informações valiosas da enorme quantidade de dados coletados da IoT.

As empresas de varejo podem contratar especialistas de domínio ou depender de terceiros com as qualificações e treinamento relevantes da IoT, que podem assumir os processos de gerenciamento de dados. Ao evitar esses desafios, os varejistas têm a chance de tornar seu investimento em IoT lucrativo e, ao mesmo tempo, ganhar uma vantagem competitiva no mercado.

Conclusão

A implementação de soluções de IoT pode fornecer informações valiosas para os varejistas. Tais soluções podem facilitar as experiências simplificadas dos clientes e, ao mesmo tempo, ampliar os lucros. Com soluções típicas de IoT, os varejistas estão digitalizando lojas de tijolo e argamassa, que podem ter um ROI imenso de melhor eficiência na cadeia de suprimentos, aumento de conversões de marketing e muito mais. Consequentemente, fica claro que as tecnologias habilitadas para IoT têm o poder de melhorar a experiência do cliente e aumentar a fidelidade à marca.

Se você tem interesse em saber mais sobre o mundo de IoT ou deseja implementar uma solução como essa em sua empresa, entre em contato conosco da FCamara!

Comentários

inscreva-se

Fique por dentro das últimas notícias e novidades do Grupo FCamara e do nosso time #SANGUELARANJA