Categorias me nu
X

categorias

X
Integração marketplace e e-commerce: quais as vantagens do processo?
Home / Categorias / E-commerce

Integração marketplace e e-commerce: quais as vantagens do processo?

por FCamara | 28 de abril de 2017 | E-commerce

Ter um negócio próprio é uma experiência tanto prazerosa quanto trabalhosa. Há quem opte por ter seu espaço numa rua e há quem prefira acomodá-lo em um shopping center. O mesmo raciocínio vale para marketplace e loja online.

Como os shoppings, os marketplaces têm grande tráfego de visitantes. E isso é uma excelente oportunidade para lojas de marcas ainda pouco conhecidas. Quem começou esse movimento foi a Amazon, mas o modelo hoje está disseminado inclusive em lojas nacionais, como Americanas, Walmart, Shoptime, entre outras.

Esses marketplaces são um ponto bastante conveniente para quem está começando e ainda rendem uma receita para quem aluga o espaço (e recebe uma comissão a cada venda) sem onerar inicialmente o varejista.

Há números bastante impressionantes no mercado global dos marketplaces. O AliExpress, por exemplo, é uma plataforma chinesa com 7 milhões de lojistas. A cada minuto são vendidos 48 mil produtos no site (há 800 milhões de itens cadastrados lá).

No Brasil, segundo a E-bit, as vendas em marketplaces representam 30% dos pedidos. Além disso, é uma ótima forma de driblar a concorrência com as grandes lojas virtuais, enquanto conquista novos espaços no mercado.

Quer participar desse movimento? Veja a seguir algumas das vantagens da integração marketplace e e-commerce:

Estrutura

Ter uma loja virtual implica ter uma estratégia que envolva sua segurança, seus meios de pagamento, sua usabilidade e seus investimentos em marketing. Além de sair caro, tocar uma loja virtual é desafiador.

O marketplace, ao contrário, traz toda essa estrutura já pronta, além de apresentar seus produtos sob sua própria marca (mais conhecida e, consequentemente, mais confiável).

Lembre-se de ao escolher um marketplace observar se seu público-alvo tem interesse em seus produtos. É um raciocínio muito semelhante ao do mundo físico.

Visibilidade

Quando você está num marketplace é comum que o comprador pense que todos os produtos pertencem à mesma loja. Seus itens serão vistos por milhares de clientes e terão boas chances de serem vendidos.

Plataforma

Estar num marketplace aumenta suas chances de vendas. E estar em vários? Mais ainda, já que quanto mais forem expostos ao público, maiores as chances de encontrar compradores. O melhor disso tudo é que não é necessário ter uma plataforma própria.

Usando uma plataforma de terceiros é possível se concentrar em encontrar as melhores soluções para otimizar os processos de venda, bem como aumentar a taxa de conversão e o ticket médio. Portanto, oferecer o produto em mais de um local pode ser uma boa opção.

SEO

Quanto mais exposto for o seu produto, maior a relevância da sua loja em SEO. Com isso, seu comércio tem mais chance de se destacar nos resultados dos buscadores online.

Economia

Todas as ações de marketing, bem como os investimentos em tecnologia, sistemas de pagamento, segurança antifraude, SAC e até antecipação de compras parceladas são geralmente feitas pelo marketplace. Assim, seus gastos tendem a diminuir quando você integra sua loja a um.

A taxa de comissão desses espaços varia. Normalmente, fica entre 10% e 25% de cada venda. É fundamental saber essa informação para ser capaz de definir os preços dos seus produtos, de modo a manter sua margem de lucro.

Comentários

inscreva-se

Fique por dentro das últimas notícias e novidades do Grupo FCamara e do nosso time #SANGUELARANJA