Conheça a melhor solução para enfrentar um problema silencioso e traiçoeiro

Conheça a melhor solução para enfrentar um problema silencioso e traiçoeiro

Cada vez mais, empresas investem em tecnologia por compreender que problemas antes quase não vistos, na verdade podem ser os maiores responsáveis pelo declínio de seu negócio.

Imagine que você deseja presentear seu ente querido com um livro que ele comentou recentemente que adoraria ler. Ao chegar na livraria, transita pelos corredores pertinentes ao assunto, mas não encontra o livro. Neste caso, deve haver algum equívoco, afinal, é um best-seller. Você não desiste e procura auxílio do vendedor, que vai também até às estantes e não encontra o tão esperado produto. O vendedor decide realizar uma busca no sistema e para sua surpresa encontra o livro disponível em estoque e pede que aguarde enquanto vai procurar.

Note quanto tempo foi perdido, alguns ficariam muito frustrados, até mesmo irritados e deixariam a livraria a procura de outro local que atenda sua demanda de forma eficiente. Outros, talvez arriscassem outro título, mas ainda assim com dúvidas se o tão aguardado presente traria a mesma alegria.

Agora pense que ao invés do cliente, você poderia ser o empresário, dono de uma rede de livrarias, ou quem sabe de uma grande rede varejista, ou até mesmo um pequeno comércio. Com certeza essa experiência representaria quebra de confiança, perda de lucros e passe livre para a concorrência. Uma situação inadmissível e que poderia ser facilmente precavida em parceria com a tecnologia.

Este foi um pequeno exemplo do que é uma Ruptura de Estoque e o que ela é capaz de provocar nas relações. No exemplo, a consulta em sistema deveria anteceder ao momento de procura do cliente. Deve haver preparo e engajamento por parte das empresas, para evitar que essa situação ocorra.

O primeiro passo para lidar com a Ruptura de Estoque é compreender a causa do problema. Normalmente o estoque está cheio e as prateleiras vazias ou o produto está realmente em falta no estoque.

Ambas as situações seriam resolvidas com um sistema de gestão de controle de estoque e pedido de compra, em que as vendas seriam controladas, níveis de estoque monitorados com precisão e demanda melhor estimada. O avanço tecnológico dispõe inclusive da inteligência artificial, que já investe em softwares de monitoramento de gondolas, por exemplo, tornando possível uma abordagem direta e assertiva.

De forma simples e eficaz é possível obter soluções inovadores, que podem mudar completamente a direção de qualquer negócio, alavancando carreiras e influenciando na economia de todo um país.

“Todos os dias nos perguntamos: como posso fazer meus clientes felizes? Como podemos estar à frente em matéria de inovação nesta indústria? Porque, se nós não o fazemos, alguém mais o fará.”

Bill Gates

por Alexsander Rodrigues

Trabalhar em uma metrópole ajuda no crescimento de carreira?

Trabalhar em uma metrópole ajuda no crescimento de carreira?

Investir no crescimento da carreira é algo que todos querem fazer, não é mesmo? As pessoas buscam oportunidades novas, dedicam formações específicas  e estabelecem metas para ajudá-las a se sobressair no ambiente de trabalho.

Contudo, além de toda qualificação profissional, existem também outros fatores determinantes que auxiliam nessa procura tão disputada por emprego: iniciativa e experiência, coisas que só conhecemos quando saímos da zona de conforto.

Aqui, ressaltamos os profissionais que optaram pela mudança e que recomeçam suas vidas em grandes centros (ao trabalhar em São Paulo, por exemplo), exercendo cargos que sequer teriam conquistado, se tivessem permanecido no mesmo lugar.

Quer saber como as decisões influenciam na sua carreira e quais os motivos para recomeçar e trabalhar em uma metrópole?

Continue então lendo esse post!    

A importância de sair da zona de conforto  

Sair da zona de conforto nem sempre é fácil, que dirá trocar de casa, emprego, faculdade ou partir para uma cidade nova. No entanto, esse é um processo de transição quase que indispensável para aqueles que buscam o crescimento.

Só optar por condições tranquilas, sem aspirações ou qualquer tipo de meta, não é e nem nunca vai ser a melhor opção. Se analisarmos bem, o comodismo é o que tem tornando boa parte das pessoas indispostas ou até mesmo incrédulas a conquistar os seus objetivos.

Isso não pode acontecer!

Para mudar essa realidade é preciso querer e ter disposição de ir atrás de conquistas, sejam elas quais for. E, qual a melhor forma de conseguir isso se não explorando lugares novos e experiências impactantes?

Abandonar o conforto do lar é o primeiro passo para alcançar um mar imenso de possibilidades. As pessoas que levam seus dias de forma previsível estão longe de usarem todo o seu potencial e isso é uma pena. Um completo desperdício de talento para o mercado profissional.

Para maioria das pessoas, sejam elas jovens ou até mesmo as mais experientes, desafiar limites, ultrapassar barreiras e conhecer novos ares são as únicas chaves para fazer desabrochar novas habilidades e assim alcançar o sucesso.

Está preparado para explorar todo o seu potencial?

Então se mexa e comece trabalhando em uma metrópole!

Motivos para se trabalhar em uma metrópole

#1. Vantagens profissionais

  1. a) Maior chance de crescimento profissional

Mudar e trabalhar em São Paulo pode parecer assustador no começo, mas é uma excelente opção para quem busca crescer profissionalmente. Isso porque as oportunidades nessa cidade não param. São diversas vagas atrativas e cargos competitivos aos interessados.

É nesse cenário, com o índice de habitantes mais populoso do Brasil, que se concentram grandes instituições. Por isso, começar e trabalhar em uma dessas companhias pode ser uma oportunidade única para quem quer amadurecer como profissional e ter uma boa experiência no currículo.

  1. b) Melhores salários

Para ajudar ainda mais no crescimento profissional, a remuneração salarial em São Paulo passou a ser um ponto positivo no grande centro. Isso porque as empresas aqui reconhecem e valorizam muito os funcionários, além de possibilitar que os mesmos se instruam e sejam gratificados por isso.

  1. c) Grande oferta de cursos e especializações

A grande oferta de cursos e especializações é um ótimo atrativo para quem quer aperfeiçoar talentos. Com um leque de opções, São Paulo oferece alternativas de ensino e programas de formação à profissionais para agregar ainda mais o seu currículo.

Com tantas opções à disposição, é praticamente impossível não se tornar um profissional destaque no mercado. Você não só consegue aprimorar a sua carreira como ser valorizado e reconhecido pelas melhores instituições de ensino do país.

Isso é fantástico!

#2. Vantagens pessoais

  1. a) Comércio disponível à qualquer hora do dia

Uma metrópole como São Paulo oferece alternativas para todos os gostos. A vantagem da capital é que ela dispõe de locais exclusivos com boa gastronomia, bebidas, além de supermercados e farmácias com preços e produtos variados para todos os gostos.

Ou seja, você pode encontrar de tudo, não importa o preço ou a hora.

  1. b) Cultura e lazer abundantes

Além do mais, as pessoas conseguem desfrutar também de entretenimento variado, sejam eles gratuitos ou pagos. Opções como os museus, teatros, parques, salas de cinema e shows, são alguns dos itens mais desejados. Eles não só podem enriquecer seus momentos de lazer, como favorecem o conhecimento.

Legal, não é mesmo?

  1. c) Transporte fácil

Outra vantagem de se trabalhar em São Paulo está na rapidez com que as coisas acontecem. Embora o ritmo da capital seja agitado, é impossível não admirar o quanto a prefeitura investe em evolução e mobilidade. Seja no setor comercial, industrial e principalmente nos transportes.

A capital faz questão de investir nos meios de locomoção para tornar o fluxo de carros, ônibus e metrô o mais rápido possível, fornecendo aos habitantes o acesso rápido para todos os pontos da cidade.

  1. d) Bairros para todos os estilos e bolsos

As pessoas ainda pensam que morar e trabalhar em São Paulo é uma alternativa custosa, que poucos têm oportunidade de vivenciar. No entanto, a capital está tão bem estruturada que já disponibiliza de bairros, condomínios e demais oportunidades de moradia para todos os bolsos e estilos.  

  1. e) Privacidade

Outra característica interessante da metrópole é que você pode se tornar uma pessoa complementamente independente, sem preocupação em estar sendo vigiado. A existência da privacidade acaba sendo um ponto extremamente positivo quando relacionado às cidades menores, já que a autonomia e a liberdade parecem ser retiradas por conta da indiscrição dos moradores do interior.

Percebeu as vantagens de se trabalhar em uma metrópole? Os benefícios que citamos são apenas alguns, mas eles conseguem abrir um leque para inúmeras outras alternativas.

Aqui, você não só consegue investir no crescimento da carreira, como aumenta o nível das experiências e passa a expandir melhor o seu conhecimento.

O que está esperando?  Vem pra cá!

Gostou do tema? Então continue lendo o Blog da FCamara!  

Paula Araújo: “A FCamara mudou a minha vida”

Paula Araújo: “A FCamara mudou a minha vida”

“Era apenas mais um trabalho e um local para ganhar experiência”. Dessa forma que Paula Araújo, hoje líder em Recrutamento e Seleção da FCamara, define o início da sua trajetória de crescimento de carreira na empresa.

Essa história começou em 2013 — e por pouco seu destino profissional poderia ter sido diferente. Na mesma época ela também foi escolhida para uma vaga de analista júnior em uma grande consultoria de tecnologia e quase aceitou a proposta pelo cargo e pelo salário ser melhor.

Mas os primeiros encontros de coaching promovidos por Fabio Camara, sócio-fundador da FCamara, a fizeram mudar de ideia e acreditar na possibilidade de que continuar nessa empresa como assistente de Recrutamento e Seleção seria a melhor decisão, mesmo na época ela não compreendendo o porquê, apenas seguiu sua intuição.

“Eu não tinha ambição, pensava pequeno e a partir do momento que comecei a fazer as sessões de coaching, percebi que precisava evoluir muito e que a FCamara era o lugar certo para aprender. Por meio do coaching eu tive feedbacks que me fizeram refletir e me possibilitaram evoluir como profissional e pessoa”, conta.

Paula foi se aperfeiçoando e aos poucos foi subindo degraus: de assistente de Recrutamento e Seleção para analista júnior, pleno e sênior até chegar a líder, promoção conquistada em junho de 2018.

“Descobri a minha paixão por pessoas e por ver por meio do meu trabalho a satisfação de um candidato, de um cliente. Aqui adquiri conhecimentos técnicos para selecionar profissionais de TI, aprendi a ter inteligência emocional, assertividade, capacidade de relação, competitividade, adaptação e auto responsabilização”, explica.

É dela e do seu time de 3 pessoas a importante missão de encontrar e selecionar talentos que acreditem no culture code da empresa para ingressarem no high performance team da FCamara. “Por ser insegura, diante de um desafio, meu primeiro pensamento era de que não era capaz, mas hoje eu encaro de uma outra forma. Sei que ainda há muito a aprender e ser feito, mas estou preparada”, confessa.

Paulinha (maneira como é conhecida na empresa, mesmo com seus quase 1,80m de altura) sabe que terá ajuda quando for necessário. Seja em novas sessões de coaching com outros líderes ou até mesmo com o presidente da empresa; os mais diversos tipos de conhecimento estão à disposição.

E é esse ambiente de trabalho aberto e disruptivo que a motiva a se superar a cada dia. “É uma atmosfera descontraída com um culture code que permite autonomia e espaço para execução do trabalho, além de promover e motivar a evolução pessoal e profissional”, explica.

 

Por ter uma cultura horizontal e ter a oportunidade de expor suas ideias e sugestões, seu perfil proativo aflorou. O resultado foi a liderança de iniciativas em áreas diferentes da de Recursos Humanos, que incluem ações de Endomarketing e a organização da festa de final de ano da FCamara, por exemplo.

Trabalhar na FCamara não foi um fator transformador apenas na vida profissional, mas também na vida pessoal. Quando Paula Araújo ingressou na empresa, morava com os tios e nunca tinha viajado para o exterior: mesmo tendo trabalhado por três anos em uma companhia hoteleira americana que oferecia anualmente férias gratuitas para qualquer hotel da rede no mundo.

Hoje a situação mudou completamente: Paulinha mora em um apartamento que sempre sonhou e viajou para os EUA sozinha mesmo sem saber falar inglês.

“Como seria se eu tivesse escolhido a outra empresa? Não sei responder, é impossível prever. Mas aqui na FCamara meus planos são ambiciosos. Quero me tornar sócia do Fabio Camara”.

E se ontem Paula foi tocada pelo coaching do Fabio Camara, hoje é a vez dela inspirar a transformar vidas. Seja de maneira informal para pessoas próximas que ela percebe potencial e que demostrem abertura ou formalmente para seu time, como uma das competências na posição atual de liderança.

Que marca você quer deixar para a história?

Que marca você quer deixar para a história?

Cada um de nós é protagonista da sua própria história. Claro que serão poucos que farão algo extraordinário como criar uma revolucionária linguagem de programação, por exemplo. Mas o que vale é se esforçar, levar a sério o crescimento de carreira e deixar um legado marcante.

Nas palavras do filósofo americano William James: “a melhor forma de viver a vida é investir em algo que ultrapasse sua própria duração”. Quer inspiração melhor do que essa?

Ela realmente faz refletir o que é necessário para plantar uma semente que frutifique por muitos anos. Mas aí a realidade bate à porta e nos faz pensar muito mais no hoje. Todos os planos para o futuro sempre são postergados.  

E você, o que tem feito para ser lembrado? Quer saber mais sobre como deixar sua marca na história? Continue lendo esse texto!

 

O que é legado, qual a sua importância e como ele ajuda no crescimento de carreira?

Um legado é tudo que alguém é capaz de deixar para as próximas gerações, como ela será lembrada e o que foi capaz de transformar. Pode ser desde a maneira como sua avó preparava o café da manhã (e que você faz igual até hoje) até os aprendizados com um professor da faculdade.

O legado também tem a ver com o crescimento da sua carreira. Imagine que você criou uma metodologia de trabalho inovadora e que foi adotada por várias pessoas no departamento. Mesmo que você saia dessa empresa esse conhecimento continuará sendo replicado! E será um case pessoal  que ajudará em outros trabalhos.

Algumas pessoas acreditam que, para deixar seu nome na história, é necessário ter feito muito, como inventado algo extraordinário, ser rico ou um herói. Grande engano: como sua manhã começaria sem sua avó? E o trabalho desnecessário dos seus colegas sem sua metodologia?

E, mesmo se você tiver dificuldades e passar por provações no decorrer da jornada, mantendo-se firme e forte, a maneira como lidou com as adversidades também será o seu legado. Da mesma maneira que ser um profissional comprometido deixará uma marca que contribuirá para o crescimento de carreira.

Mas se, em vez de  praticar a resiliência, você sempre tiver uma postura forte e até arrogante com a família, os amigos e no trabalho, sua marca será negativa e todos farão questão de esquecer.  

Assim, pense em uma trajetória que ajudará outras pessoas e será capaz de transformar (nem que seja uma pequena parte) a vida delas.

Viu como não precisa ser um gênio para deixar um legado? Ele é fruto da sua vivência e experiência, algo que se manterá por muitos anos.

 

Quais são os benefícios?

Deixar uma contribuição na história de quem está a sua volta não é apenas uma questão de honra, de ser lembrado por muito tempo. É ter uma razão para viver, um  propósito, levantar todos os dias com uma meta a ser cumprida: deixar uma mensagem que seja replicada e dure por muito tempo.

Pode até parecer uma ideia batida de livros de autoajuda. Mas não tenha um pensamento simplista como esse. Conheça, abaixo, 3 vantagens:

 

  1. Simplifica e direciona o cotidiano: Você sabe exatamente o que quer e como conquistar. Isso torna a vida mais simples, já que você não perderá tempo com ações que não darão em nada;
  2. Estimula a viver melhor: Ter planos entusiasma, aumentando a motivação. Você descobre as razões das suas conquistas e se sente estimulado a ter novas experiências que agregam qualidade de vida;
  3. Orienta para o futuro: Criar um legado para que as pessoas se recordem de você, faz parte da sua trajetória. Entretanto, mais importante do que falarão ou pensarão a seu respeito é a pessoa em quem você se transformou.

 

Como ser protagonista da própria história e construir um legado?

Já falamos sobre o que é, a importância e os benefícios de se criar um legado. Agora você deve estar se perguntando: como colocar tudo isso em prática e transformar palavras em ações?

O primeiro aprendizado é simples e direto: experiências de vida que se transformem em história não são construídas de uma hora para outra. Como o próprio conceito sugere , elas são formadas dia após dia, durante semanas e anos.

E pensando no tempos corridos e turbulentos que vivemos, fica ainda mais difícil ter um foco de tão longo prazo. Mas te ajudamos nesse desafio! Confira 5 dicas:   

 

 

1- Faça e conserve amizades
O homem é um ser que precisa do contato para compartilhar ideais e sentimentos. Quem não tem amigos torna-se depressivo, apático e não evolui como ser humano. A troca proporcionada pela amizade leva ao crescimento de carreira e pessoal.

Os amigos o ajudarão a formar um repertório diversificado de experiências. Elas o levarão a construir novos conceitos que contribuirão na missão de formar sua própria história. Isso sem dizer que essas pessoas vão se encarregar de propagar suas ideias.  

 

2- Invista no autoconhecimento
Como você será capaz de influenciar outras pessoas se não conhece a si mesmo? Seja capaz de se ouvir e se olhar. Quem é você? O que deseja? Tenha essas respostas muito bem desenhadas. Ajudará no processo.

 

3- Seja influente
Isso não quer dizer ser popular nas redes sociais. É diferente. Você tem sempre a chance de influenciar todos ao seu redor, sendo a diferença para essas pessoas. Não seja indiferente aos problemas, estenda a mão e ofereça ajuda(seja no campo pessoal ou profissional). Vá além de promover seu nome, cause impacto pelas razões certas!  

Já percebeu como tanta gente que foi rica e importante hoje não tem mais nada? A fama é efêmera, passa logo.

 

4- Leia e assista filmes
Nada melhor que buscar o conhecimento ‘na fonte’. Isso significa ler livros, assistir a filmes e documentários sobre a vida de pessoas que tiveram os mesmos ideais que os seus. Sejam líderes políticos, religiosos, tecnológicos, empresariais ou mesmo militares, absorva suas estratégias e utilize-as para inspirar a construção sua própria história.

 

5- Inspire-se no trabalho
Quem disse que o ambiente corporativo não ajuda a definir a marca que você quer deixar na história? Quando se trabalha em uma empresa que tenha um culture code que leva à inovação fica muito mais fácil fazer a diferença.

O que te faz querer ser melhor? Em um ambiente que proporciona autonomia, desafios diários e horizontalidade nas relações tudo é diferente. O crescimento de carreira acontece naturalmente, já que o legado é formado em tempo real!

A vida é movida a desafios que levam a que você seja, cada vez mais, uma pessoa melhor e mais forte. Crie relacionamentos, capacite-se , tenha novas ideias e deixe seu nome na história.

Quer conhecer, na prática, quem já está criando o seu legado? Conheça aqui  a trajetória do Líverton Oliveira!

Líverton Oliveira: crescimento de carreira exponencial na FCamara

Líverton Oliveira: crescimento de carreira exponencial na FCamara

Uma vontade enorme de ser desenvolvedor, impactando a vida de milhares de pessoas direta e indiretamente. Foi com um espírito de crescimento de carreira e vontade de construir algo novo que Líverton Oliveira chegou à FCamara em 2013.

Essa ânsia de deixar um legado já tinha sido demonstrada em sua oportunidade de trabalho anterior. Mesmo atuando como analista de suporte, realizando a gestão de chamados e atendimento aos clientes, criou um sistema de chamados que transformou a rotina da empresa.  

Líverton tinha o perfil ideal para fazer parte do high performance team e do ambiente de trabalho da FCamara!   

E o início de tudo foi o Programa de Formação. Esse Projeto, que já encerrou as inscrições para 2018, abre a oportunidade para novos talentos e contou com a participação de mais de 5 mil trainees desde quando foi iniciado.

Os cinco anos ‘de casa’ passaram rápido para Líverton. Intensa e cheia de aprendizados, sua trajetória e crescimento de carreira dentro da FCamara são notórios.  De trainee ele se desenvolveu até chegar ao cargo que ocupa hoje: head de Tecnologia e Business Strategy.

“Descobri que utilizando a tecnologia como meio conseguiria transformar a vida de milhares de pessoas. Evolui tecnicamente muito mais rápido do que poderia imaginar e aprimoro minhas habilidades interpessoais na mesma medida”, explica.

E, inclusive, hoje é responsável pelo Programa de Formação. “Se responsabilizar pela formação de novos profissionais agora é extremamente gratificante. É a chance de levá-los a traçar um caminho que é inesquecível para mim. Essa responsabilidade não foi planejada, o fato de conseguir me adaptar a vários contextos sempre ajudou. A parte técnica é onde estou mais confortável. Com isso em mente, quero testar situações novas e ver como me saio”, conta.

Movido a desafios, na FCamara Líverton encontrou um ambiente de trabalho perfeito para as suas expectativas. Nessa empresa o profissional sente-se inspirado a empreender e escrever sua própria história todos os dias, proporcionado situações que desenvolvam muito mais que o lado técnico.

“A FCamara tem como essência provocar para que o colaborador não se encontre em zona de conforto. Entendo que estar sempre focado em novos projetos é uma maneira de não chegar nesse status”, pontua

Rotina? Com certeza já deu para perceber que essa palavra não existe no dicionário do profissional. Como Líverton hoje em dia tem um papel mais estratégico dentro da empresa, tudo depende do tipo de projeto ou da atividade que está liderando.

Em um mesmo dia ele pode tanto corrigir os testes dos candidatos a trainee como também envolver-se em atividades como planejamento financeiro ou gestão do seu high performance team. As atividades são variadas.

“Me divido entre organização e criatividade. Embora sejam características distintas, é preciso aplicá-las bastante no dia a dia. Se não for organizado não alcanço bons resultados, da mesma forma que se não for criativo também posso falhar. São características que foram essenciais nesses anos de aprendizado aqui na FCamara”.   

Líverton é formado em Ciências da Computação pela FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas) e pós-graduado em Arquitetura de Soluções pela FIAP (Faculdade de Informática e Administração Paulista).

“Sempre procurei enfrentar as dificuldades com uma visão mais holística. A parceria com instituições que possuem uma forte vertente técnica foi a oportunidade para me desenvolver como arquiteto de soluções”, esclarece.

Esse tipo de oportunidade, para o profissional, é um dos pontos positivos de trabalhar na FCamara. Outra qualidade da empresa que veio de encontro aos seus anseios é o fato de estar sempre conectado com os mais diferentes tipos de pessoas, sejam colegas de trabalho ou clientes.

E para lidar com esses últimos a companhia proporciona um ecossistema ideal.  

“Como trabalho com tecnologias e projetos diferentes, a FCamara dá a oportunidade de capacitações sobre os mais diversos assuntos. Essa empresa é ideal para as pessoas curiosas, proativas, ambiciosas e autodidatas que querem de verdade escrever sua história: serem desafiadas e comprometerem-se com resultados”, finaliza.

A trajetória e as oportunidades tidas pelo Líverton Oliveira inspiraram você a batalhar pelo crescimento da sua carreira? Faça como ele, venha para o high performance team da FCamara!

Envie seu currículo aqui.

7 lições que podemos aprender com as crianças

7 lições que podemos aprender com as crianças

As crianças podem nos ensinar muito do que acabamos perdendo com o tempo, com medos e com influências sociais, sem perceber. Costumam ser mais confiantes, corajosas e aproveitar melhor a vida. Veja algumas lições que ainda podemos aprender com elas:

  1. Arriscar: Crianças se sentem instigadas por novas experiências. Elas não têm medo das consequências, e assim, tornam-se capazes de sempre tentar algo novo. Ao crescer, muitas vezes, focamos no medo e perdemos a habilidade de tentar, porque nos policiamos sobre os riscos. Adultos tendem a ter medo do desconhecido e preferem ficar na sua zona de conforto, raramente se aventurando e experimentando coisas novas sem medo.
  2. Questionar: Crianças perguntam sobre tudo; por que tomamos cada atitude e por que fazemos as coisas do jeito que fazemos, rejeitam práticas obsoletas e procuram sempre as melhores soluções para os problemas. Estão sempre ávidas por satisfazerem a enorme curiosidade que possuem. Nos questionar é saudável e fazer perguntas por não saber alguma coisa não é nenhum crime, pelo contrário. Deixamos de aprender muito por esse desnecessário medo do julgamento alheio e deixamos de evoluir ao parar de questionar nossas ações.
  3. Não limitar os sonhos: Crianças acreditam que podem tudo: voar, fazer o impossível e mudar o mundo. E não deixam de acreditar depois do primeiro fracasso. Colocar limites na própria vida é coisa de adultos. Quando crescemos, nossa imaginação dá lugar a sonhos mais reais, porém a nossa capacidade de acreditar é reduzida, assim como nossa persistência. Colocamos empecilhos nos nossos planos antes mesmo de tentar e acabamos por não realizar muitos deles.
  4. Improvisar: Improvisar: Se uma criança não tem um brinquedo, ela usa a imaginação e cria um. Inventa algo para fazer mesmo em dia de chuva, mesmo na casa da avó, pega um lençol e faz uma cabaninha, desenha a amarelinha no chão e vai pular. Já muitos adultos colocam pedras no caminho e se paralisam quando algo não sai como planejado, são pouco adaptáveis e se revoltam sem buscar soluções acessíveis.
  5. Não desistir fácil: Quando você vê uma criança que está aprendendo a andar, após tropeçar e cair, o normal é que ela se levante, muitas vezes sozinha, e volte a andar. Esse ciclo se repete inúmeras vezes até que ela se acostume a caminhar e consiga manter o equilíbrio. E o mais importante, não se envergonham de cair. Essa queda é o erro, e com ele que devemos aprender.
  6. Ser espontâneo: A maioria das crianças não se preocupa com a imagem que estão transmitindo para a sociedade. À medida que crescemos, as convenções sociais e o medo do que pensarão de nós nos fazem perder a naturalidade. As crianças não se deixam amedrontar pela vergonha e vivem de forma natural, sincera e espontânea.
  7. Aproveitar o momento: Crianças não guardam mágoas e não se agarram às coisas ruins que acontecem. É fácil ver como conseguem se divertir facilmente e viver a vida de uma forma muito mais leve. Nós sentimos tanta falta da infância porque era nessa época que sabíamos aproveitar a vida da melhor forma, coisa que vamos desaprendendo à medida em que amadurecemos.