Categorias me nu
X

categorias

X
Business Intelligence e Big Data: você entende as diferenças?
Home / Categorias / Gestão e Negócios

Business Intelligence e Big Data: você entende as diferenças?

por FCamara | 19 de julho de 2016 | Gestão e Negócios

Business Intelligence e Big Data:você entende as diferenças?

A análise de mercado faz parte da rotina de vários empreendimentos. Verificando informações sobre o cenário econômico, analistas buscam identificar padrões, prever tendências e, assim, otimizar os serviços de um empreendimento.

Nesse trabalho, o profissional pode empregar várias técnicas. O Big Data e o Business Intelligence, por exemplo, estão entre as mais populares. Elas estão dominando o mercado, permitindo que analistas consigam processar grandes conjuntos de informações continuamente.

Mas você sabe a diferença entre esses dois termos? Veja o nosso texto de hoje e descubra!

Como o Big Data funciona?

As ferramentas de Big Data permitem que empresas analisem grandes quantidades de dados com alto desempenho e baixo consumo de recursos. Em geral, elas são baseadas na nuvem, garantindo a elas um custo de contratação reduzido e uma elasticidade de processamento maior. As informações podem ser originadas em vários meios, como redes sociais, dispositivos da Internet das Coisas e em ambientes offline, como a criação de pesquisas de campo.

Os registros coletados pelas ferramentas de Big Data são classificados em tempo real. Criando relações entre produtos, consumidores e processos internos, o gestor pode buscar novos caminhos para a empresa ou desenvolver estratégias de otimização da cadeia operacional. Assim, o empreendimento passa a ter uma capacidade maior de responder às mudanças do mercado e gerar produtos de maior sucesso.

Pra que servem as técnicas de Business Intelligence?

O Business Intelligence, ou BI, pode ser definido como um conjunto de técnicas que facilitam a análise de dados, tornam o processo de tomada de decisões mais eficaz e aumenta o sucesso do planejamento de médio e longo prazo do empreendimento.

Com o BI, o gestor de uma empresa, junto com os seus analistas de mercado, conseguirá avaliar melhor a performance de campanhas de publicidade, obter insights sobre os produtos internos e identificar gargalos operacionais. Consequentemente, todo o planejamento de ações do negócio será otimizado. Decisões não serão tomadas na base da “tentativa e erro”, mas sim em um conhecimento maior da forma como a empresa está funcionando.

As ferramentas que trabalham com tais processos utilizam, além de técnicas oriundas do Big Data, rotinas de inteligência artificial e aprendizado de máquina para processar e analisar dinamicamente grandes quantidades de dados. Com isso, os registros poderão ser utilizados para a criação de processos de trabalho mais inovadores e com índices de erro menores.

Unindo Business Intelligence com Big Data

As ferramentas de Business Intelligence e Big Data podem ser integradas para que analistas consigam entender melhor o funcionamento da empresa e criar serviços mais alinhados com o mercado. Dessa forma, essas tecnologias poderão auxiliar a empresa a avaliar o mercado, buscar novos caminhos para o empreendimento e gerar produtos mais inovadores.

Em um cenário onde os dados são utilizados para tornar a empresa mais competitiva, a computação na nuvem será indispensável. Ela será um requisito para que analistas consigam avaliar as informações geradas em redes sociais e coletadas nos dispositivos da Internet das Coisas, que devem se popularizar nos próximos anos. Consequentemente, o portfólio de serviços disponibilizado será mais inovar e competitivo.

E você, já trabalhou com a análise de dados? Como a sua empresa cria estratégias de mercado? Conta pra gente!

Comentários

inscreva-se

Fique por dentro das últimas notícias e novidades do Grupo FCamara e do nosso time #SANGUELARANJA